quinta-feira, 20 de abril de 2017

Lembrete


Lembrando que amanhã sexta-feira é....


IMPORTANTE:

Segunda-feira dia 24 de Abril: Conselho de Classe para os alunos de Anos Iniciais (1° à 5° ano). Não haverá aula para estas turmas somente neste dia.

Terça-feira dia 25 de Abril: Conselho de Classe alunos Anos Finais (6° à 9° ano). Não haverá aula para estas turmas somente neste dia.




quarta-feira, 19 de abril de 2017

A Terra e o Sistema Solar


O conteúdo:

 " A Terra e o Sistema Solar" 
foi trabalhado com as turmas do 5° ano "A" e o 5° ano "B",

Professora: Sirlei Milani Muller 


Cronograma:
  1. Introdução do Conteúdo;
  2. Vídeo e pausa para questionamento;
  3. Pesquisa na Sala Informatizada e após colher os dados, diálogo em sala de aula;
  4. Revisão com atividades;
  5. Exposição das atividades no Mural;
  6. Construção de maquetes, marcar data de entrega e apresentação;
  7. Avaliação.
Conteúdos:
  1. Processos existentes de Movimentação;
  2. Características dos Planetas que fazem parte do Sistema Solar;
  3. O que é a Terra e o Sistema Solar.
Recursos didáticos:
  1. Vídeo (Lousa Digital);
  2. Sala Informatizada (pesquisa);
  3. Debates;
  4. Exercícios;
  5. Imagens;
  6. Apresentação das maquetes.
Procedimentos Metodológicos:
  1. Aula explicativa;
  2. Aula expositiva;
  3. Recursos visuais;
  4. Construção e apresentação das maquetes.
Avaliações:
  1. Realização das atividades;
  2. Participação em sala de aula;
  3. Levantamento de dados de pesquisa;
  4. Apresentação das maquetes;
  5. Avaliação sem consulta (objetiva).
Duração Provável:
  1. Duas Semanas




Objetivo Geral da Temática:

- Fazer com que o aluno compreenda o que é a Terra e o Sistema Solar, sua formação e seus movimentos, tamanhos e demais características.

Objetivos Específicos:

- Conhecer o Sistema Solar;

 - Nomear os planetas que fazem parte do Sistema Solar

- Caracterizar o planta Terra e seus movimentos;


Cantigas relacionadas ao Conteúdo...

- Palavra Cantada: Ora Bolas

video

video

- Pe. Zezinho: Planetinha

video

video


Pesquisa na Sala Informatizada sobre o Sistema Solar
para construção de uma maquete.





Exposição das Maquetes do
Sistema Solar

- Construir uma representação do Sistema Solar (maquete);




- Apresentar o trabalho realizado, identificando os oito planetas, as curiosidades e características do Sistema Solar.


video


video

video

video


video

video

video

video



Parabéns Alunos e Professora essa aula foi...






quinta-feira, 13 de abril de 2017

Páscoa



-Origens do termo,
- Páscoa entre os Judeus e Cristãos,
- A história do coelhinho da páscoa e os ovos de chocolate,
- Significados, importância, formas de comemoração e celebração, rituais e símbolos.


As origens do termo  


A Páscoa é uma das datas comemorativas mais importantes entre as culturas ocidentais. A origem desta comemoração remonta muitos séculos atrás. O termo "Páscoa" tem uma origem religiosa que vem do termo latim Pascae. Na Grécia Antiga, este termo também é encontrado como Paska. Pórém sua origem mais remota é entre os Hebreus, onde aparece o termo Pesach, cujo significado é passagem.






Entre as civilizações antigas

Historiadores encontraram informações que levam a concluir que uma festa de passagem era comemorada entre povos europeus há milhares de anos atrás. Principalmente na região do Mediterrâneo, algumas sociedades, entre elas a grega, festejavam a passagem do inverno para a primavera, durante o mês de março. Geralmente, esta festa era realizada na primeira lua cheia da época das flores. Entre os povos da Antiguidade, o fim do inverno e o começo da primavera eram de extrema importância, pois estava ligado a maiores chances de sobrevivência em função do rigoroso inverno que castigava a Europa, dificultando a produção de alimentos.



A Páscoa Judaica

Entre os judeus, esta data assume um significado muito importante, pois marca o êxodo deste povo do Egito, por volta de 1.250 a.C., onde foram aprisionados pelos faraós durantes vários anos. Esta história encontra-se no Velho Testamento da Bíblia, no livro Êxodo. A Páscoa Judaica também está relacionada com a passagem dos hebreus pelo Mar Vermelho, onde liderados por Moises, fugiram do Egito.

Nesta data, os judeus fazem e comem o matzá (pão sem fermento) para lembrar a rápida fuga do Egito, quando não sobrou tempo para fermentar o pão.



A Páscoa entre os cristãos

Entre os primeiros cristãos, esta data celebrava a ressurreição de Jesus Cristo (quando, após a morte, sua alma voltou a se unir ao seu corpo). O festejo era realizado no domingo seguinte a lua cheia posterior ao equinócio da Primavera (21 de março). Ainda hoje, os cristãos celebram a Páscoa valorizando e enfatizando a importância da ressureição de Jesus Cristo.

Entre os cristãos, a semana anterior à Páscoa é considerada como Semana Santa. Esta semana tem início no Domingo de Ramos que marca a entrada de Jesus na cidade de Jerusalém.

   

A História do coelhinho da Páscoa e os ovos  

A figura do coelho está simbolicamente relacionada à esta data comemorativa, pois este animal representa a fertilidade. O coelho se reproduz rapidamente e em grandes quantidades. Entre os povos da antiguidade, a fertilidade era sinônimo de preservação da espécie e melhores condições de vida, numa época onde o índice de mortalidade era altíssimo. No Egito Antigo, por exemplo, o coelho representava o nascimento e a esperança de novas vidas.

Mas o que a reprodução tem a ver com os significados religiosos da Páscoa? Tanto no significado judeu quanto no cristão, esta data relaciona-se com a esperança de uma vida nova. Já os ovos de Páscoa (de chocolate, enfeites, joias), também estão neste contexto da fertilidade e da vida.

A figura do coelho da Páscoa foi trazida para a América pelos imigrantes alemães, entre o final do século XVII e início do XVIII.

video


Páscoa aqui no C.E.M São Sebastião...
































Uma Páscoa cheia de Luz...

Páscoa é renascimento, é passagem,
É mudança e transformação,
É ser de novo um mesmo ser
Que recomeça pela própria libertação.
Fica para trás uma vida cheia de poeira
E começa agora um novo caminhar
Cheio de luz, de fortalecimento,
Esperanças renovadas.
Um arco-íris rasga o céu e parece 
Balbuciar que Jesus ressurgiu para nos 
Provar que o amor incondicional existe, 
Assim como a vida eterna.




terça-feira, 11 de abril de 2017

Mobilização Contra Dengue

O mosquito da espécie Aedes Aegypti, conhecido popularmente por mosquito da dengue, é responsável pela transmissão de várias doenças para o homem, como Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela. Diante de inúmeros problemas causados por este mosquito, torna-se necessário a realização de campanhas de conscientização para toda a população de como combate-lo.

Palestras com as Agentes de Combate as Endemias

O Aedes aegypti é um mosquito doméstico. Ele vive dentro de casa e perto do homem. Com hábitos diurnos, o mosquito se alimenta de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. A reprodução acontece em água limpa e parada, a partir da postura de ovos pelas fêmeas. Os ovos são colocados e distribuídos por diversos criadouros e logo se desenvolvem. Podemos evita-lo com ações que duram menos de 15 minutos, eliminando possíveis criadouros em nossas casas.


Alunos do 7° ano "B", conscientizando a comunidade sobre quais cuidados devemos ter para combater o mosquito.






















Atitudes negativas que propiciam a proliferação do mosquito 


Caixa d´água sem tampa


Acúmulo de lixo em terrenos baldios 


 Tonel sem tampa com água acumulada


Atitudes positivas no combate ao mosquito



Alunos do 9° ano matutino,
conscientizando a comunidade


















Para prevenir-se da dengue, devemos lutar contra o mosquito, destruindo os criadouros da doença. É importante evitar o acúmulo de água parada, limpar sempre as caixas d’água e mantê-las fechadas, trocar a água de vasos de plantas aquáticas, secar os pratinhos dos vasos de plantas, limpar os ralos, tratar a piscina com cloro e nunca descartar lixo de maneira inadequada.
Somente com a ajuda de todos poderemos colocar um fim na dengue!

Finalizamos agradecendo a todos!

Parabenizo as professoras Marinara e Denise pela iniciativa 
Aos alunos do 7° ano "B" e 9° ano "A" que aderiram a ideia de conscientizar aos demais.

Nossos sinceros agradecimentos a toda Comunidade do Bairro São Sebastião que recebeu nossos alunos de forma tão carinhosa em suas casas.